Dinossauros
Extinção em massa ocorrida há 233 milhões de anos contribuiu para a expansão dos dinossauros
20/09/2020

Uma equipe internacional de cientistas identificaram um evento catastrófico ocorrido a cerca de 233 milhões de anos que contribui para a ascensão dos dinossauros pelo planeta.

De acordo com os pesquisadores Jacopo Dal Corso, da Universidade de Geociências da China, em Wuhan, e Mike Benton, da Faculdade de Ciências da Terra da Universidade de Bristol, erupções vulcânicas massivas ocorridas na província de Wrangellia, no oeste do Canadá, foram responsáveis por uma das maiores extinções em massa do planeta, o Evento Pluvial Carniano.

Segundo os especialistas, as erupções vulcânicas massivas ocorridas na província de Wrangellia, no oeste do Canadá, foram tão extremas que liberaram na atmosfera uma grande quantidade de gases do efeito estufa – como o dióxido de carbono – que gerou um pico de aquecimento global e provocou inúmeras mudanças climáticas, que resultaram na perda de grande parte da biodiversidade nos oceanos e continentes.

Como resultado, muitas espécies de plantas e animais morreram, desaparecendo completamente da face do planeta e abrindo caminho para a ascensão de novas criaturas, que até então, viviam nas sombras.

Agora sabemos que os dinossauros surgiram aproximadamente 20 milhões de anos antes desse evento, porém permaneceram relativamente raros e sem importância até ocorrer o Evento Pluvial Carniano, disse Mike Benton.

Evento_Pluvial-Carniano

As mudanças no clima levaram ao crescimento da vida vegetal e à expansão das modernas florestas de coníferas, cuja nova flora, proporcionou mais alimento para os répteis herbívoros sobreviventes.

Com duração de cerca de um milhão de anos, esse período de expansão e evolução da vida vegetal contribuiu para a expansão dos dinossauros pelo planeta, que puderam evoluir usufruindo de uma atmosfera rica em oxigênio e alimentos.

Postagens Relacionadas