HOME

Período Jurássico

Jurássico é o segundo período geológico da Era Mesozóica, compreendido aproximadamente entre 200 a 155 milhões de anos atrás, e foi marcado pelo começo da expansão dos dinossauros pelo planeta. Foi também durante o Jurássico que a separação dos continentes, que em outrora era um imenso bloco de terra chamado de Pangéia, começa a ficar mais evidente.

Terra Jurássico
Jurássico

Com a separação dos continentes, o clima na Terra também começa a mudar. As temperaturas começam a ficar mais amenas e equilibradas, favorecendo o aparecimento de gigantescas florestas temperadas e úmidas.

Grande parte do Jurássico é de baixa atividade tectónica. As novas condições climáticas fizeram com que os repteis se tornassem maiores e mais poderosos. Outras novas espécies, como as aves e alguns mamíferos também surgiram nesta fase.

Alamosaurus
Montanhas Jura

Etimologicamente, o termo “Jurássico” foi criado em referência às montanhas Jura, que estão localizadas atualmente nos Alpes franceses e que apresentam grandes quantidades de rochas oriundas deste período.

O período Jurássico foi uma época de grandes mudanças climáticas, provocada principalmente pelo rompimento do supercontinente Pangea em duas massas menores, a Laurasia (que atualmente corresponde à América do Norte, Europa e Ásia), e Gondwana (hoje os territórios da América do Sul, África, Antártica, Austrália e Índia).

Jurássico
Jurássico

Graças a esse rompimento, ocorreu a formação de vários mares rasos continente a dentro, propiciando a formação de grandes florestas e a consequênte diminuição dos desertos que reinavam no interior de Pangéia.

No final do período, o clima começou a mudar em decorrência da fragmentação de Pangéia. A temperatura começou a cair mais ainda assim, não hove condições glaciais nos pólos do planeta. O clima nessa região se aproximava de uma condição úmida e temperada, e havia enormes florestas por todos os lados.

Jurássico
Jurássico

As temperaturas globais ainda estavam quentes porque não haviam calotas polares, mas mesmo assim, eram mais baixas se comparado com o Período Triássico, o que favoreceu o desenvolvimento dos dinossauros e a diversificação da flora e da fauna por todo o planeta.

A fauna do Jurássico é marcada pela hegemonia dos répteis em todos os ambientes: dinossauros na terra, pterossauros no ar e plesiossauros no mar. O período também é marcado pelo surgimento das primeiras aves e dos primeiros mamíferos verdadeiros. Nos oceanos, além dos plesiossauros, também existem crocodilos marinhos, tubarões já muito parecidos com os atuais e outros répteis marinhos.

Jurássico
Jurássico

É nesse período também que começa a surgir dinossauros mais evoluídos e inteligentes, que posteriormente se tornariam os répites mais ageis e letais que já caminharam sobre a Terra.

Fauna Cretáceo

Durante o Jurássico, o clima quente e úmido fez com que as florestas se proliferassem, o que fez a diversidade de plantas se tornar muito maior que a do Triássico. As plantas predominantes são: cicadáceas, ginkgos e coníferas gigantescas (sequoias). Também é neste período que surgem as primeiras plantas com flores.

florestas Jurássicas

O fim do período Jurássico não teve uma grande extinção em massa porque muitos dos animais do jurássico sobreviveram e passaram a evoluir no Cretáceo. A maior parte da extinção afetou pequenos grupos marinhos onde algumas espécies acabaram sendo extintas.

Fim do Jurássico