Massa de ossos dinossauros Argentina
Massa de ossos de 200 milhões de anos é encontrada na Argentina
19/04/2019

Pesquisadores argentinos anunciaram a descoberta de uma enorme massa de ossos de 200 milhões de anos contendo quase uma dúzia de espécimes de dinossauros.

O “cemitério” foi encontrado na província de San Juan, a cerca de 1.100 quilômetros a oeste de Buenos Aires. Possui cerca de 2 metros de diâmetro e 1 de profundidade além de não possuir sedimentos em seu interior.

Massa de ossos dinossauros Argentina

Segundo Ricardo Martínez, pesquisador do Instituto e Museu de Ciências Naturais da Universidade de San Juan (IMCN), que participou da descoberta, “há quase dez indivíduos diferentes nessa massa de ossos e praticamente não há sedimentos entre eles. É como se tivessem cavado um poço e enchido de ossos.”

Trata-se de um bloco, uma verdadeira acumulação de ossos, há cerca de dez indivíduos. É uma enorme massa de ossos acumulados, praticamente não há sedimentos. É como se tivessem feito um poço e enchido de ossos. É realmente impressionante, contou o paleontólogo argentino Ricardo Martínez.

Ainda segundo os pesquisadores, essa descoberta “tem dupla importância, pois há pelo menos sete ou oito dicinodontes, que são os antecessores dos mamíferos. Esses seres tinham o tamanho de um boi e eram extremamente abundantes durante o período Permiano. Também há outros arcossauros (répteis) na massa de ossos que ainda não foram identificados, mas os cientistas acreditam que podem ser dinossauros ou um antecessor dos crocodilos de grande porte.

A hipótese mais aceita no momento sobre como essa massa se formou diz que: “pode ter havido uma época de grande seca e que ali havia um pequeno lago em que herbívoros se amontoavam para beber. A medida que a água evaporava, esses dinossauros iam enfraquecendo e acabavam morrendo no local.

 

Postagens Relacionadas