Asteroide
Restos de fósseis bem preservados revelam detalhes do dia em que os dinossauros morreram
14/04/2019

Há várias teorias sobre a extinção dos dinossauros, mas a que mais lembramos e damos por certo é que 65 milhões de anos atrás, um asteroide atingiu a Terra e devastou mais de 70% de todos os seres vivos. No entanto, como foi esse momento?

Vários cientistas estavam escavando uma região próxima a Península de Yucatán – local onde o asteroide bateu – e acabaram descobrindo novas e interessantes evidências que fornecem mais pistas sobre como este evento cósmico colocou fim ao reinado dos dinossauros.

No local de escavação, foram encontrados numa camada de meio metro de terra, vários fósseis de organismos marinhos e plantas misturados com pedaços de rocha e entulhos da onda sísmica que varreu o planeta logo após o impacto do asteroide.

O emaranhado de detritos está repleto de ossos, penas e restos de seres vivos, como observou Robert de Palma e sua equipe, da Universidade do Kansas, EUA, que estão a frente da pesquisa. Nela é possível ver quase como “um instantâneo do momento do impacto”, ou seja, os minutos decorrentes após o choque do asteroide, que emitiu uma poderosa onda sísmica que arrastou tudo em seu caminho sepultando animais e plantas em profundas camadas de sedimentos.

Restos Dinossauros

Basicamente, o que temos lá é o equivalente geológico a um filme acelerado do primeiro momento após o impacto, afirma o principal autor do estudo, Robert De Palma.

Ver organismos que teriam sido impactados pelo real evento no fim do período Cretáceo é simplesmente incrível”, comenta outro autor do estudo, Philip Manning, paleontólogo da Universidade de Manchester.

Esta pesquisa coincide com uma simulação recentemente desenvolvida por cientistas da Universidade de Michigan, que tenta recriar o movimento do oceano após o impacto. O modelo estima que as ondas sísmicas causaram uma onda de pelo menos um quilômetro e meio de altura que atingiu uma velocidade de 20 centímetros por segundo, cujos efeitos atingiram uma escala global, arrastando várias espécies biológicas para lugares diferentes de seus locais de origem.

 

Postagens Relacionadas